BACK          -      VOLTAR

 
 

Para esse estudo são capturados peixes de valor comercial ou esportivo em lagos protegidos da área de pesquisas do IA.  O enfoque é em espécies characiformes como os pacús, os piaus e os curimatás, que alem de importantes para a pesca comercial e de subsistência são a base da cadeia trófica do Araguaia, fornecendo alimento para peixes maiores e outros predadores.  Os peixes são marcados com tags numerados de vinil, e a espécie, local e data de captura são registrados.  São marcados peixes de várias classes de tamanho, durante todos os meses do ano, para caracterizar em que fase da vida e em que ponto do ciclo de cheias e secas ocorre a dispersão. 

A meta é marcar 3000 peixes durante os 24 meses do projeto.  Peixes marcados e recapturados no mesmo lago pela própria equipe do projeto permitem estimar a população de cada espécie nos lagos monitorados, e as alterações na composição de espécies de um ano para o outro.  

O projeto é amplamente divulgado nas colônias de pesca, associações de guias e barqueiros e outros fóruns, com recompensa de R$ 10 por marca devolvida com informações sobre o local e data de captura, incentivando a comunidade a participar do projeto e gerando dados sobre a dispersão das espécies. 

 

Projeto Peixes no Cantão

Commercial and sports fish are captured in the protected area near the IA research base.  Focus is given on the characiform species such as piraña, pacu, piau and curimatã fish. Besides their importance for the regional commercial fisheries and for local people’s sport fishing and subsistence, these fish are the basis of the food chain of the Araguaia, providing food for larger fish and other predators.  The fish are marked with numbered plastic tags, and the species name, location, weight, and date of capture are recorded.  Fish of various sizes and types are marked during every month of the year for the next 2 years, in order to establish their lifecycle and to define their dispersion according to the periods of floods and droughts.


The goal is to mark 3,000 fish during the 24 months of the project.  Fish tagged and recaptured in the same lake by the project's team have their population estimated, and changes in species composition from one year to another are recorded.


The project is widely publicized in the local fishing associations, to ecotourism guides and boatmen and other forums, with a reward of  R$10 (ten Brazilian reais) per tag returned with information about the location and date of capture, encouraging the community to participate in the project and generating data on species dispersal.